Celebration Grids (do Management 3.0) funciona mesmo?

Thiago Brant

Thiago Brant

Uma ótima técnica que ensinamos no final dos Workshops de Fundamentos do Management 3.0 é o Celebration Grid, que faz parte da última visão do Martie (o monstrinho simpático que representa as seis visões de gestão do modelo Management 3.0), Melhorar Tudo.

Visão do Management 3.0

Só que essa é uma ferramenta não tão intuitiva, e tenho percebido uma certa dificuldade das pessoas em aplicá-la na vida profissional. Nós sempre utilizamos como última dinâmica do workshop para colher feedback (ele é uma ótima ferramenta de retrospectiva). Mas como é uma ferramenta para celebrar aprendizado, e em um workshop esperamos que haja muito aprendizado, acaba não ficando claro o real poder dela.

Aqui está o board padrão do Celebration Grid, que é como apresentamos no workshop:

Modelo Padrão do Celebration Grid

Esse quadro procura mapear quais são os nossos comportamentos (repetir os mesmos erros, rodar experimentos, e aplicar práticas conhecidas) e qual o resultado que obtemos a partir desses comportamentos (Sucesso ou Falha – que por sinal é o nome do módulo dentro do workshop). As cores nos mostram:

  • Verde: é a zona de celebração, que recebe o foco da ferramenta
  • Vermelho: é o lugar que não aprendemos. Falhamos repetindo os mesmos erros (aqui cabe um belo plano de ação, hein?)
  • Laranja: é o “medidor” de aprendizado. Sabemos que o aprendizado é ótimo exatamente na zona de experimentos, quando temos 50% de chance de acertar ou errar.
  • As zonas cinzas são as que devem ser evitadas (não ter aprendizado) ou que são raras (um erro que acabou sendo bem sucedido, ou uma boa prática que acabou falhando).

A idéia principal aqui é: reflita sobre o que não deu certo, rode experimentos a partir disso, aprenda e finalmente transforme em uma boa prática (ou simplesmente descarte, caso o experimento não seja bem sucedido).

Abaixo está um exemplo de um Celebration Grid preenchido em uma retro:

Exemplo de Celebration Grid

Bom, agora vai a primeira dica para entender melhor a ferramenta, que é: explore e entenda melhor as frases que estão no Board:

  • Seu grande sortudo!
  • Mas que m…, cara você atrapalhou tudo! Onde estava com a cabeça?
  • Legal, você teve sucesso e aprendeu!
  • OK, você falhou mas você aprendeu!
  • Legal, você teve sucesso ao fazer as coisas certas!
  • Putz, má sorte!
  • Aprendizado
  • Sem aprendizado

Veja que todas elas já são dicas dos comportamentos valorizados e os que devem ser evitados. Mas lembre-se: a ideia é evitar os comportamentos, mas não evite falar deles! É importante que tudo apareça nesse quadro (aí até posso concordar que a frase “cara você atrapalhou tudo!” não seja de muita ajuda, mas o legal é sempre levar para um clima descontraído).

Para facilitar ainda mais, em resumo, o Celebration Grid procura responder essas perguntas (que você pode até usar como colunas em uma retrospectiva, não precisa necessariamente ser o formato padrão acima, você já vai ver como eu fiz isso na Agilers usando o Trello!).

  • Quais foram os experimentos 
  • Quais foram os erros “ruins”
  • Quais foram os erros “legais”
  • Quais foram as boas praticas
  • O que nós fizemos bem?
  • O que nós aprendemos?

E aqui faço uma breve pausa em agradecimento a grande Luisa Escobar, também facilitadora de Management 3.0, que foi quem me trouxe o slide com essas sugestões de perguntas.

E agora vamos ao que interessa! Como eu fiz toda essa bagaça funcionar com nossa equipe na Agilers.

Bom, nós temos um board colaborativo no Trello onde mapeamos as atividades de todo o time. Uma vez por semana fazemos uma planning meeting para rever quais são as prioridades para a semana e relembrar nossos compromissos. Também costumamos fazer o que chamamos de Team Moment, para trabalhar questões de equipe.

Em um dado Team Moment, levei para o time o Celebration Grid quebrado em colunas do Trello, para fazermos uma retrospectiva mapeando as atividades entregues no último ciclo dentro das zonas do Celebration Grid. Foi praticamente uma passada pela nossa coluna Done, que no fim já serviu como uma grande review e uma grande reflexão.

O resultado: conseguimos refletir sobre nossas práticas, o que estamos fazendo bem e o que precisamos melhorar. Saímos com uma nova coluninha no nosso backlog, chamada “experimentos”, que foi tudo que nos propormos a tentar para corrigir e melhorar esses pontos.

E o que o time achou disso? Simplesmente incrível! Mais uma vez aplicamos na prática aquilo que ensinamos, todos entenderam o poder dessa ferramenta, rolou muita conversa e entendimento e todos sairam com fôlego renovado para seguir em frente e tentar coisas novas, cheio de ideias.

Esse é o resultado final:

Celebration Grid no Trello (Agilers)

Além de tudo, ficou bonito pra caramba! E agora já temos um incrível ponto de partida para nosso próximo ciclo. Resta só pensarmos em qual será a recorrência dessa prática, mas é bom dar um tempo para que os experimentos sejam rodados, e aqui fazemos muitos experimentos!

Aqui tem algumas referências que podem ser úties:

  1. Site oficial da prática, onde tem o vídeo do próprio criador contando sobre a ferramenta
  2. Trello, ótima ferramenta free para gestão de tarefas
  3. Também fazemos muito isso no Miro, uma ótima ferramenta para quadros colaborativos online
  4. Essa é uma prática que pode ser reportada como uma Top Player Exclusive do programa Shiftup do Jurgen Appelo (eu já fiz minha submissão!)
  5. Eu também tenho um workshop incrível de Retrospectivas, onde cito o Celebration Grid. Confira!
Exemplo do Celebration Grid usando o Miro

Atualização: Veja o encontro que tivemos sobre Celebration Grid no nosso Almoce e Aprenda:

Sugira algo aqui

Cookies

Utilizamos cookies para personalizar o seu conteúdo e melhorar sua experiência com a Agilers. Utilizamos cookies também para analisar a navegação dos usuários e poder ajustar a publicidade de acordo com suas preferências.

Saiba mais sobre os cookies em nossa Política de Cookies