Feedback Wrap e Comunicação Não-Violenta

Thiago Brant

Thiago Brant

No início de abril desse ano eu fiz um curso introdutório de Comunicação Não Violenta pelo Instituo CNV Brasil, onde aprendi sobre os 4 componentes da CNV:

  1. Observação
  2. Sentimentos
  3. Necessidades
  4. Pedidos

E logo já fiz um paralelo com o conceito de Feedback Wrap do Management 3.0:

  1. Descreva seu contexto
  2. Liste suas observações
  3. Expresse seus sentimentos
  4. Explique o valor
  5. Ofereça algumas sugestões

Pois bem, o passo 1 e 2 do Feedback Wrap (contexto e observações) mapeiam diretamente a observação da CNV.

O passo 3 liga diretamente com os sentimentos.

O passo 4 fala de valores, e na CNV falamos de necessidades. Apesar de conceitos um pouco diferentes, podemos dizer que ao expressar nossos valores, estamos conectados a nossas necessidades, como dito pela CNV.

E finalmente, o passo 5 fala de sugestões, que na CNV chamamos de pedidos.

Eu tenho usado muito essa comparação em meus workshops, e na vida real tenho usado isso em algumas situações. Vou contar aqui duas delas.

A primeira foi no relacionamento com meu parceiro. Passamos recentemente por uma situação em que ele tomou uma decisão sem me consultar, e eu acabei descobrindo por acaso depois, até porque seria inevitável eu não ficar sabendo, já que se tratava (ao menos no meu ponto de vista) de uma decisão muito importante.

No dia que soube da decisão, eu sai um pouco do sério e não soube processar o fato e lidar bem com isso. Mas fiquei com uma sensação de que poderia ter sido diferente. E então decidi analisar toda a situação a luz da CNV e chegar até ele com um belo feedback wrap.

A análise começou por algumas reflexões, aprendidas na CNV:

  1. Pense numa situação de conflito que teve com alguém e que gostaria que tivesse sido diferente
  2. Imagine que essa pessoa é capaz de te escutar plenamente, escreva o que você gostaria que fosse escutado por ela
  3. O que você gostaria que acontecesse naquela sua situação?
  4. O que você ganha/preserva se conseguir o que quer? (e aí vamos entrando mais fundo) – E se conseguir isso, o que ganha/preserva? – E se conseguir isso, o que ganha/preserva?

Todo esse exercício me ajudou a entender aquilo que eu estava pedindo nessa situação: Honestidade, confiança, respeito.

E com tudo isso, montei os componentes do feedback:

  1. Descreva seu contexto: esse era sobre a decisão que ele tomou
  2. Liste suas observações: o que eu vi foi ele me informar da decisão apenas depois, quando questionado
  3. Expresse seus sentimentos: Frustração, tristeza
  4. Explique o valor: aí conecta com as necessidades: honestidade, confiança, respeito
  5. Ofereça algumas sugestões: e aí coloquei o meu pedido: como seria para você compartilhar suas decisões comigo antes de agir efetivamente?

O importante é que a sugestão venha em um formato de um pedido que pode ou não ser atendido da forma que foi sugerida. Até por isso no Feedback Wrap falamos em algumas sugestões, e não apenas um pedido.

E nesse ponto, mais um paralelo com a CNV: leve muito em consideração os seus valores nesse processo. Note que o seu pedido ou sugestão é geralmente algo que visa preencher os seus valores. Se o foco for nisso, caso o pedido ou a sugestão aconteça de outra forma, pode ser que o valor ainda assim seja atingido, causando bem estar mútuo.

Bom, eu acabei enviando para ele um textão com tudo isso, e depois conversamos a respeito. Foi esclarecedor, sincero e com muita parceria. Desde então muita coisa rolou, muitas outras situações e muitos outros feedbacks.

Mas tenho certeza de uma coisa: esse primeiro exercício foi um divisor de águas na relação, pois abriu caminho para diálogos mais francos e muito mais sinceridade e cumplicidade. Foi o que eu precisava para me convencer do poder da CNV e dessa técnica de feedback.

O outro caso aconteceu na minha empresa Agilers, onde optei por abrir uma importante apresenação com um Feedbak Wrap. Qualquer hora eu conto por aqui!

Referências:

Sugira algo aqui

Cookies

Utilizamos cookies para personalizar o seu conteúdo e melhorar sua experiência com a Agilers. Utilizamos cookies também para analisar a navegação dos usuários e poder ajustar a publicidade de acordo com suas preferências.

Saiba mais sobre os cookies em nossa Política de Cookies