O que 2023 (e a agilidade) nos reserva?

Picture of Thiago Brant

Thiago Brant

No dia 09/12 toda a Agilers se reuniu para rever nosso propósito através do Clearing Purpose Framework. Foi um dia todo de reflexão onde o time materializou o que estava na mente de todos sobre:

  • Qual cenário se apresenta diante de nós no momento?
  • Em que a Agilers pode atuar nesse cenário?
  • Qual o mundo que a Agilers irá criar atuando dessa forma?
Time Agilers durante o Clearing Purpose Framework

E o resultado ficou mais ou menos assim:

DIANTE DA necessidade de transformar o desalinhamento entre alta liderança e equipes

TRABALHAMOS COM entendimento de contextos para munir de ações precisas

AS pessoas que querem quebrar esse paradigma.

ATUAMOS COM conhecimento nas dimensões de diagnóstico, resultado e continuidade

PARA DESENVOLVER mais clareza da transformação ágil das empresas

E GERAR maior tangibilidade de resultados.

Propósito Agilers

Trocando em miúdos: nós sentimos que existe um descompasso entre o que as empresas (através de sua alta liderança) e as equipes esperam de uma transformação ágil. Isso foi algo que já havia surgido muito forte no nosso unFIX Foundation workshop, onde, durante um exercício sobre os motivadores humanos, os alunos constataram que o que motiva uma organização a adotar determinados frameworks é o contrário do que motiva os profissionais (eu já tinha refletido sobre isso quando fiz o workshop em Varsóvia)!

Dinâmica comparando os 25 motivadores com a adoção de frameworks “ágeis”

E o outro ponto central é que há uma dificuldade grande em tangibilizar os resultados de uma atuação ágil! É muito difícil justificar as ações nesse cenário e sustentar as iniciativas necessárias para evolução da organização.

Aí que entra a Agilers: nosso foco para 2023 vai ser exatamente em demonstrar os resultados das práticas ágeis (aquilo tudo que ensinamos) e aproximar a visão executiva ao olhar e anseios das equipes de base.

Pouco depois desse encontro, fizemos o nosso último Almoce e Aprenda do ano, com um belo Lean Coffee sobre: “Os Rumos da Agilidade em 2023: Será que o Agile morreu mesmo?”. Reunimos quase 50 pessoas e debatemos esse assunto por 1 hora no tradicional almoço de sexta do nosso co:learning.

E o que anda preocupando as pessoas? Os assuntos mais votados (e discutidos) foram:

  • O papel de Scrum Master vai deixar de existir?
  • A bolha da agilidade estourou?
  • Discovery terá mais força em 2023 (atividades, papéis)?
  • Como lidar com ambientes que possuem muita “politicagem”?
  • Novos papéis vão surgir na agilidade em 2023?
  • Como me aprofundar mais nas métricas de entrega?

Você pode baixar o PDF com todas as anotações dessa sessão aqui, e assistir o vídeo no nosso canal do youtube! Não deixe de assinar o canal e ativar as notificações!

A minha maior conclusão, e que foi algo que já venho refletindo há mais de um ano, desde que o Jurgen trouxe ao mundo o seu Modelo unFIX para Organizações Versáteis, é: esqueça todos os frameworks ágeis! Pense, primeiramente, em por quê você quer transformar o seu negócio, e aí construa o melhor modelo para o seu cenário.

Esqueça todos os frameworks ágeis!

Ah, Thiago, até o Scrum, o SAFe, Modelo Spotify e tudo isso? SIM! Pare de tentar fazer o Scrum ou o SAFe ou o Modelo Spotify funcionar! Eles NÃO VÃO FUNCIONAR! Lembre-se da diretriz número 5 do Guia do Pensamento Complexo do Management 3.0: Considere a dependência do contexto.

Seja cético, porque o que funcionou no passado, ou para outras pessoas, não é garantia de que funcione para você agora.

E aqui o guia completo para você conhecer:

O Guia do Pensamento Complexto do Management 3.0

E o que fazer então? Aprenda, explore, reflita. Estude todos esses frameworks e métodos, entenda o que está por trás do Scrum e os 10 princípios do SAFe. Se aprofunde no Kanban! Explore o Management 3.0. Entenda sobre produtos, métricas, ciclo de vida dos negócios! Gestão de Mudanças! Ative o seu Life Long Learning, sempre praticando e experimentando! Não tenha medo de se arriscar e de errar!

Esse ano eu contribui para um artigo sobre “Por que Management 3.0 é essencial para Agile Coaches” e olha o que eu falei:

O Management 3.0 é baseado no pensamento complexo e na gestão e liderança, dois temas essenciais para a atuação do Agile Coach. A base do Management 3.0 nos ajuda a entender vários frameworks e ferramentas ágeis como Scrum, Design Thinking e até Kanban.

E ainda por cima temos as seis visões de gestão, essenciais para lidar com profissionais criativos que criam valor para o cliente. A atuação efetiva de um Agile Coach requer os fundamentos do Management 3.0!

Olha outro alerta que eu vi no ótimo livro “Agile HR: Deliver Value in a Changing World of Work” de Natal Dank e Riina Hellström, dois expoentes do RH Ágil:

Recomendamos ser cauteloso ao comprar uma solução que soe bem no papel, mas não seja adaptada para se adequar ao contexto específico.

Com base em tudo isso, entenda o seu contexto e, principalmente, o seu POR QUÊ! E aí você poderá pegar tudo isso que aprendeu, e aplicar o que fizer sentido nesse cenário. Crie seu próprio método!

Modelo unFIX – Crie seu próprio método

E saiba que a Agilers estará com você nessa jornada!

Nosso propósito é ajudá-lo a conectar todo esse conhecimento e prática para que você possa aplicar e gerar resultados! E queremos ver isso acontecendo! Toda nossa estratégia de execução em 2023 estará voltada a isso, e você já pode, por exemplo, conversar comigo e entender tudo isso! Vou adorar conhecer seus desafios e ajudá-lo a encontrar um caminho de solução!

Deixo aqui como inspiração uma foto da primeira turma do unFIX Foundation workshop que rolou em São Paulo, um fim de semana incrível de insights e dinâmicas sobre como criar organizações ágeis e alinhadas:

Primeira turma unFIX Foundation workshop do Brasil

Ah, e só pra fechar! Aqui na Agilers continuamos nossa saga de provar que “Companhias com propósito além do crescimento e lucro tendem a ganhar mais dinheiro”.

Slide do módulo “Significado e Propósito” do Management 3.0

Em 2022, mesmo sem termos nenhuma reunião sobre “como podemos aumentar nosso lucro”, a Agilers conseguiu crescer 54% em faturamento (em 2021 tínhamos triplicado de tamanho!).

Ao longo de 2022, nós:

  • Aumentamos nossa capacidade de entrega com a entrada do Facilitador Guilherme Severi
  • Nos tornamos parceiros da The unFIX Company
  • Eu me tornei representante oficial do Management 3.0 no Brasil e já temos até a página Management 3.0 Brazil
  • Traduzimos todos os cards e módulos do workshop unFIX
  • Nos reunimos, em Estocolmo, com Pia-Maria e seu time para explorar o futuro da Agile People
  • Estivémos presentes na primeira unFIX Con que aconteceu em Berlim, e no segundo workshop unFIX Foundation oferecido por Jurgen Appelo em Varsóvia
  • Formamos 262 pessoas em algum tema do SAFe e 369 pessoas em Fundamentals, Foundation ou Agility in HR do Management 3.0 (e foram emitidos 2.020 certificados e notas de agradecimento de participações em nossos workshops e eventos de Management 3.0)
  • Oferecemos o primeiro unFIX Foundation workshop do planeta em português
  • Ampliamos ainda mais a nossa atuação social com as entidades parceiras

E termino com outra citação ótima de Natal e Riina:

Agile não é um programa de implementação; em vez disso, é sobre as pessoas.

Que você tenha um 2023 muito ágil!

Cookies

Utilizamos cookies para personalizar o seu conteúdo e melhorar sua experiência com a Agilers. 

Saiba mais sobre os cookies em nossa Política de Cookies