Os meus 12 Passos para Felicidade

Thiago Brant

Thiago Brant

uma placa retangular colorida com texto

“Felicidade é algo que criamos, não é algo a ser alcançado. É um caminho que
você escolhe, não um destino para chegar.”

Jurgen Appelo

Com essa frase do criador do Management 3.0 eu inicio esse artigo. E já começo complementando com um Stories que fiz a um tempo atrás:

um quadrado azul com texto branco

Mais precisamente em novembro de 2019. E hoje percebo que o que eu acredito tem tudo a ver com a frase do Jurgen. Por isso resolvi fazer um balanço de vida frente aos 12 passos para a felicidade, que surgiram a partir dessa ideia, e já que eu tenho me sentindo cada vez mais e mais feliz!

“Muitos de nós gastamos nosso tempo em busca da felicidade, mas, em vez de procurá-la, precisamos encontrar maneiras de vivê-la, abraçá-la e implementá-la em nossas vidas diárias.”

Management 3.0 Website

Vamos lá!

  • Agradeça: eu acho que uma das palavras que mais tenho usado é “obrigado”. Agradeço a presença de todos, agradeço os feedbacks, agradeço os favores. Mas a grande verdade é que aprendi a ser grato por tudo, e estou exercitando cada vez mais encontrar a dádiva que há em cada cena do mundo (pois acredite, toda cena que presenciamos guarda em si uma dádiva).

  • Experimente: eu tenho feito de minha vida um laboratório permanente de experimentos. Sempre estou tentando e encarando novos desafios e novas ideias. Depois que comecei a ensinar o capítulo de “Sucesso e Falha” do Management 3.0 então, me apaixonei de vez pela experimentação.

  • : desde o início do isolamento social eu tenho adotado uma prática de ir a padaria quase todos os dias, e sempre pego pão e coisinhas pra toda a casa. Não cobro nada, não espero nada. Só contribuo. Também costumo deixar alguns mimos para as pessoas, como uma paçoquinha no espaço do café, um material de escritorio que estão precisando. Ah! Também estou em uma jornada minimalista, tirando todo o peso que ando carregando em coisas materiais. E estou tocando essa prática principalmente doando. Já doei muito livro, muita roupa, objetos de decoração, e até gadgets e eletrônicos.
um quadrado azul com texto branco
  • Caminhe: eu sempre gostei muito de andar. Na faculdade era ótimo, porque o Campus era enorme e eu andava pra caramba. Hoje em dia esse quesito é preenchido pelos passeios diários com os cachorros (Pingo, Mel e Sam). É um dos meus grandes momentos do dia. Às vezes também faço um extra à noite, junto com a Luana (nós revezamos os passeios).

  • Ajude: pela minha empresa Agilers, marquei um workshop gratuito, mas que as pessoas precisavam pagar uma “taxa de reserva” reembolsável. E de repente me veio um super insight: porque não destinar essa taxa a uma obra social? Foi então que fiz uma parceria com o TETO – “Trabalhamos pela construção de um país justo e sem pobreza. Em associação com a organização internacional TECHO, presente em 18 países da América Latina, estamos há mais de 14 anos no Brasil, mobilizando voluntários e voluntárias para atuar lado a lado de moradores e moradoras em comunidades precárias de diferentes Estados e regiões. Juntas e juntos, construímos soluções concretas e emergenciais que proporcionam melhorias nas condições de moradia e habitat destes territórios.”‘
um quadrado azul com texto branco
  • Medite: vou confessar que a meditação é meu ponto fraco. Mas eu tenho feito isso por dois caminhos: minhas orações diárias ao acordar e antes de dormir (e algumas ao longo do dia), e também no meu exercício de não julgamento. Para não julgar as pessoas e os fatos, precisamos desapegar dos pensamentos, e isso é pura meditação!
um desenho animado de uma pessoa meditando
  • Coma bem: desde que mudei pra Sâo Paulo, fiz uma parceria sensacional com minha amiga Sabrina Frutas (esse sobrenome é como a galera a reconhece carinhosamente). Hoje em dia minha dieta é quase toda crudívora e viva, somente de frutas e vegetais. (mas vou fazer mais uma confissão: essa quarentena tem me tirado um pouco do prumo: é muito pão dando sopa por aí, e inclusive é o que eu compro pra galera).

https://www.instagram.com/p/B3-dNRjJ046/

  • Socialize: nunca tive tantas reuniões prazerozas na mesa de jantar, jogatinas em “família”, e mesmo as reuniões de trabalho e os workshops que damos pelo Agilers tem sido ferramentas de socialização. Outra coisa que tenho aprendido sobre o mundo: todas as cenas oferecem uma oportunidade de relacionamento, e tenho procurado aproveitar muito isso!

  • Exercite-se: nesse ponto por enquanto tenho deixado com as caminhadas com os cachorros. Antes do isolamento eu havia iniciado o Centro de Treinamento da Coexiste (que vou retomar com toda a certeza), mas uma cirurgia e o isolamento me afastou temporariamente disso. Mais uma confissão: estou um pouco resistente em topar o treino online (o Centro de Treinamento se adaptou rapidamente e hoje todos os treinos são online!).

  • Mire: aqui é meio louco, já que hoje sou convencido de que ter metas específicas é um convite para a frustração. No nosso mundo (corona que o diga), nada é previsível, e nada acontece exatamente da forma que projetamos. Por isso hoje a minha meta é só uma: ser feliz e mostrar aos outros que também podem ser. Todas as minhas ações são voltadas a essa meta (ops, outra confissão: nem todas são, como um bom ser humano, ainda tenho atitudes que visam buscar algum tipo de sofrimento, mas hoje já sei sair delas muito mais rápido).
pulso de uma pessoa com uma tatuagem
  • Descanse: desde que eu milagrosamente me livrei da insonia (na verdade, a libertação foi das preocupações), tenho garantido minhas noites de sono. Às vezes durmo menos pelas circustâncias, mas nunca deixo de desansar.

  • Sorria: bom, essa acho que foi a mais fácil, porque eu já nasci sorrindo. Muita gente me conhece pelo meu sorriso (ainda mais favorecido pelos meus lábios avantajados). Mas tenho também sempre aproveitado muito o humor disponível. Trato tudo com muito humor, acompanho grupos de memes, entro nas brincadeiras e tik toks da vida. Como é bom dar aquela risada descontrolada!
uma pessoa sorrindo com cabelo preto

E como não podia deixar de ser, envolvi toda a casa para também trilhar o seu caminho da felicidade. Coloquei os doze passos do lado do nosso Niko Niko Calendar (tenho um artigo também sobre isso que já está pra sair!):

um cartaz em uma parede

E provoquei a galera para fazerem seus relatos sobre esses 12 passos.

Algumas referências:

Algumas referências:

Sugira algo aqui

Cookies

Utilizamos cookies para personalizar o seu conteúdo e melhorar sua experiência com a Agilers. Utilizamos cookies também para analisar a navegação dos usuários e poder ajustar a publicidade de acordo com suas preferências.

Saiba mais sobre os cookies em nossa Política de Cookies