Scrum Guide 2020

Picture of Thiago Brant

Thiago Brant

Finalmente temos novidades! Eu lembro que acompanhei o lançamento da última versão do Scrum Guide em 2017 e desde então eu costumo sempre dizer “isso mudou em 2017”, “na última versão 3 anos atrás…. “. E agora isso mudou! Saiu uma nova versão do Scrum Guide, e o lançamento foi um grande evento com a presença dos criadores do Scrum Ken Schwaber e Jeff Sutherland.

Mas nesse artigo meu objetivo é comentar as principais mudanças que aconteceram nessa versão. Vamos lá?

Foram 7 principais mudanças, de acordo com o Release Notes:

  • Ainda menos prescritivo: Foram feitas diversas alterações ao longo do Scrum Guide para torná-lo menos prescritivo, já que a percepção é que ele vinha, a cada nova versão, se tornando mais prescritivo. Um exemplo de destaque foi a remoção das perguntas da Daily Scrum (elas tinham sido alteradas na versão de 2017!). Outra alteração de 2017, que era a necessidade de incluir algum item da Sprint Retrospective no Sprint Backlog seguinte, agora se tornou apenas uma sugestão.

O Scrum Team identifica as mudanças mais úteis para melhorar sua eficácia. As melhorias mais impactantes são endereçadas o mais rápido possível. Essas podem até ser adicionadas ao Sprint Backlog para a próxima Sprint.

  • Uma equipe, com foco em um produto: Nessa nova versão, agora temos apenas um Scrum Team e não mais o “The Scrum Team” e o “The Development Team“. A ideia foi remover a tendência a haver um “nós e eles”, e criar a ideia de um único time com o mesmo objetivo, com três diferentes responsabilidades: PO, SM e desenvolvedores. Eu particularmente gosto muito dessa mudança, porque no fim do dia, todos temos um único objetivo!

A unidade fundamental do Scrum é um pequeno time de pessoas, um Scrum Team. O Scrum Team consiste em um Scrum Master, um Product owner e Developers. Dentro de um Scrum Team, não há sub-times ou hierarquias.

  • Introdução do objetivo do produto: Nessa versão foi introduzido o conceito de “Meta do Produto”, para dar ao time um objetivo de valor maior do produto, com cada sprint levando o produto a ficar mais perto desse objetivo.

A Meta do Produto descreve um estado futuro do produto que pode servir como um alvo para o Scrum Team planejar. A Meta do produto está no Product Backlog.

  • Um lugar para a Meta da Sprint, Definição de Pronto e Meta do Produto: Anteriormente a Meta da Sprint e a Definição de Pronto não eram muito bem artefatos do Scrum. Essa nova versão traz mais clareza a esses pontos, e agora todos os conceitos trazem a palavra “compromisso”, sendo: Meta do Produto para o Product Backlog, Meta da Sprint para o Sprint Backlog e a Definição de Pronto para o Incremento. A ideia é trazer transparência e foco do progresso de cada um dos artefatos.

A Definição de Pronto é uma descrição formal do estado do Incremento quando ela atende às medidas de qualidade exigidas para o produto.

No momento em que um item do Product Backlog atende a Definicao de Pronto, um incremento nasce.

  • Autogerenciando sobre Auto-organização: As versões anteriores referiam-se ao Scrum Team como auto-organizado (escolhendo quem e como trabalhar) e agora a ideia é enfatizar mais o autogerenciado (escolhendo quem, como e no que trabalhar). Também gosto muito dessa mudança, porque na prática é isso mesmo que esperamos de um Time Scrum.

Eles também são autogerenciáveis, o que significa que decidem internamente quem faz o quê, quando e como.

  • Três tópicos para a Sprint Planning: A Sprint Planning passa a focar, além das questões de “o quê” e de “como”, o tópico “por quê”, referindo a Meta da Sprint.

Tópico um: Por que esta Sprint é valiosa?

Tópico dois: O que pode ser feito nesta Sprint?

Tópico três: Como o trabalho escolhido será realizado?

  • Simplificação geral da linguagem para um público mais amplo: Essa nova versão procurou retirar termos redundantes e complexos e também tirou referências a termos típicos da TI, como teste, sistema, design, requisitos, etc. Com tudo isso, o Scrum Guide ficou menor! Por exemplo, sobre o Product Backlog, foi retirada a parte “É a única fonte de requisitos”, ficando:

O Product Backlog é uma lista ordenada e emergente do que é necessário para melhorar o produto. É a única fonte de trabalho realizado pelo Scrum Team.

E o que eu achei de tudo isso?

Eu particularmente gostei bastante. Acho que foram alterações importantes e relevantes, e que trazem mais sentido ao Scrum e realmente atualiza o framework, alinhando ao que hoje é praticado e aceito pelas empresas e praticantes dele. Considero pontos muito importantes para reflexão e para efetivamente colocar em prática.

Tenho um crítica específica a tradução do guia para o Português. Eu notei que alguns termos foram traduzidos e outros ficaram no original em inglês. Pra mim isso gera uma tremenda confusão, e ainda por cima não respeita muito a língua portuguesa. Muitos termos são comumente usados em português aqui no Brasil, mas no guia aparecem em inglês.

Um exemplo são os artefatos do scrum, que o Guia em português já se refere como Scrum Artifacts, que são 3: Product BacklogSprint Backlog e Incremento. Uma baita salada. Temos um “product” que tem um “incremento“. É no minimo feio, hehe.

E aqui vai o comentário do Roger, meu parceiro Scrum na Agilers:

Minha percepção é que o guia evoluiu e ficou mais fiel à realidade de muitos times.

Muitas das mudanças que foram incorporadas, de alguma forma, representam figuras de linguagem que já usávamos no dia a dia para capacitar e orientar os times, como descrever um “estado futuro do produto”, dizer que o time se “autogerencia” e que a definição de pronto descreve de que forma o incremento gerado “atende às medidas de qualidade exigidas para o produto.”

Em termos práticos foi muito bom ver isso descrito de forma mais pragmática e amigável no corpo do próprio Guia, pois facilita o entendimento e, assim, deve colaborar para tornar a aplicação do framework mais rápida.

Bom, agora é correr para atualizar nossos materiais e ensinar os conceitos corretos. Temos na Agilers workshops de Scrum Master e de Retrospectivas, e vamos garantir que as próximas turmas já estejam alinhadas ao novo guia.

Fiquem à vontade para comentar ou me procurar caso tenham algo a adicionar, questionar ou até críticar.

O que você achou dessas mudanças?

Algums referências:

Cookies

Utilizamos cookies para personalizar o seu conteúdo e melhorar sua experiência com a Agilers. 

Saiba mais sobre os cookies em nossa Política de Cookies